TÍTULO OUTORGADO EM 11/08/2010.
BLOG ATIVADO EM 28/11/2010.

O BRASÃO - Reg FBN 599.441

DESCRIÇÃO DO BRASÃO

**TOP BANNER: O Título Honorífico ► Barão de Burity ◄

**Encimando o ELM:

• ► O Pelicano ◄– indicando o amor e a caridade ao próximo.

**CHEST:

•► Um buritizeiro ◄ – em alusão à genealogia do nome.

•►Uma ampulheta ◄ – em alusão ao tempo que voa e a vida humana que se escoa, semelhante ao cair da areia.

•► Uma âncora ◄ – como emblema de uma esperança bem fundamentada e de uma vida bem empregada.

** BOTTON BANNER – a expressão latina Nulla dies sine linca ◄ – lema de Plínio – Representativa da vontade para que não se passe um dia sem escrever alguma coisa.

*AS CORES

Branca e vermelha

• ► Branca ◄ – em alusão ao triunfo dos eleitos e dos anjos.

• ► Vermelha ◄ em alusão ao zelo.

►◄►►◄►◄◄►◄

(Idealizado pelo condecorado)



Um brasão (brasão de armas ou cota de armas), na tradição européia, é um desenho especificamente criado - com a finalidade de identificar indivíduos, famílias, clãs, cidades, regiões ou nações.

►◄►►◄►◄◄►◄

A partir do século XIX, com a ascensão ao Poder da Burguesia e o declínio da Aristocracia, o Brasão foi perdendo a sua importância.

►◄►►◄►◄◄►◄
CRÉDITO DE IMAGENS.
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.
Visualizar

A vida é uma jornada interessante, você nunca sabe onde ela te leva. Tropeços e valores. Reviravoltas. Você fica surpreso com sua vida. Às vezes, no caminho que você está seguindo, você pode pensar: "Este é o pior momento da minha vida".
Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, para você conseguir o que você quer ser, você se lembra que o que não te mata o torna mais forte. E agora as diversidades não importam. Na espera para atingir o topo
você faz qualquer coisa. Mais alto que você queira que a tua vida esteja, mais alto você tem que ir. Sim, é meu dilema ! O que você tem que fazer para chegar mais longe em sua vida, é começar a olhar para o que você tem e agradecer o que você conseguir. Faça isso ! A vida é uma jornada, não um aleatório destino.
Ontem egresso da Baixada Fluminense... Um ex-Marujo... Hoje, de bem como a vida - acordado e energizado - acima de tudo agradecido a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.

Visualizar

CURRENT MOON

Palavras de Nelson Madela

Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião.
Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.

►◄►►◄►◄◄►◄

Palavras de C. Chanel

"O mais corajoso dos atos é ainda pensar com a própria cabeça."

quinta-feira, 28 de julho de 2016

28 DE JULHO...

28 de Julho - DIA DA MORTE DE LAMPIÃO
Até entrar para o cangaço, Virgulino e seus irmãos eram pessoas comuns, pacíficos sertanejos, que viviam do trabalho (trabalhavam muito como qualquer sertanejo) na fazenda e na feira onde iam vender suas mercadorias. Virgulino Ferreira da Silva na certa seria sempre um homem comum, se fatos acontecidos com ele e sua família não o tivessem praticamente obrigado a optar pelo cangaço, como saída para realizar sua vingança.
Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, carregou uma frustração por sua vida: nunca conseguiu assassinar Saturnino, o homem que mandou uma volante (Exército) matar seu pai. Nascido em Serra Talhada (PE), em 1897, terceiro de uma família pobre de nove filhos, Virgulino entrou para o cangaço aos 19 anos, no grupo do Sr. Pereira. Nesse bando, ganhou o codinome Lampião, ao iluminar a escuridão com uma rajada de tiros quando os cangaceiros procuravam um maço de cigarros perdido.
Em 1921, ele formou seu próprio grupo. No começo, matava os poderosos e distribuía o dinheiro dos saques aos pobres. Aos poucos, porém, abandonou essa prática e fez conluios com coronéis.
Em 1927, o padre Cícero convocou o bando de Lampião para lutar contra o movimento comandado por Luís Carlos Prestes - a favor da democracia e contra o governo Vargas - em troca da anistia a seus crimes. Com a recusa do governo em conceder a anistia, o grupo fugiu com as armas cedidas por padre Cícero, tomando-se o mais temido bando entre os 46 que atuavam à época. Aglutinou diversos grupos menores sob seu comando, que se estendeu por até 300 cangaceiros. Depois de conhecer Maria Bonita, Lampião decidiu criar uma comunidade perto de Santa Brígida (BA) para aproximar casais e convencer o bando a aceitar mulheres. Com o aumento de seu poder, Lampião comprou fazendas, subdividiu seu grupo e criou um quartel em Angico (SE), onde se estabeleceu como traficante de armas. Lá, foi morto à traição por outro traficante em 1938.
As cabeças de Lampião e seus cangaceiros foram cortadas e exibidas pelo Nordeste. Maria Bonita, além de ter a cabeça decepada, foi empalada.

                                     Quando for em Recife não deixe de visitar
Cangaço e Triunfo Museu da Cidade







terça-feira, 24 de maio de 2016

A VIDA, ÀS VEZES É FANTASIA, É TEATRO...

A VIDA, ÀS VEZES É FANTASIA, É TEATRO...
 
O mundo é belo...
Cheio de histórias...
Cheio de gente...
Contradições...
Alegrias...
Decepções...
Todos caminham...
Sorriem...
Sentem frio e calor...
Todos passam...
Passa o amor,
passa a dor...
Assim é a vida,
às vezes é fantasia,
é teatro...
Onde somos plateia
outras vezes os artistas.