TÍTULO OUTORGADO EM 11/08/2010.
BLOG ATIVADO EM 28/11/2010.

O BRASÃO - Reg FBN 599.441

DESCRIÇÃO DO BRASÃO

**TOP BANNER: O Título Honorífico ► Barão de Burity ◄

**Encimando o ELM:

• ► O Pelicano ◄– indicando o amor e a caridade ao próximo.

**CHEST:

•► Um buritizeiro ◄ – em alusão à genealogia do nome.

•►Uma ampulheta ◄ – em alusão ao tempo que voa e a vida humana que se escoa, semelhante ao cair da areia.

•► Uma âncora ◄ – como emblema de uma esperança bem fundamentada e de uma vida bem empregada.

** BOTTON BANNER – a expressão latina Nulla dies sine linca ◄ – lema de Plínio – Representativa da vontade para que não se passe um dia sem escrever alguma coisa.

*AS CORES

Branca e vermelha

• ► Branca ◄ – em alusão ao triunfo dos eleitos e dos anjos.

• ► Vermelha ◄ em alusão ao zelo.

►◄►►◄►◄◄►◄

(Idealizado pelo condecorado)



Um brasão (brasão de armas ou cota de armas), na tradição européia, é um desenho especificamente criado - com a finalidade de identificar indivíduos, famílias, clãs, cidades, regiões ou nações.

►◄►►◄►◄◄►◄

A partir do século XIX, com a ascensão ao Poder da Burguesia e o declínio da Aristocracia, o Brasão foi perdendo a sua importância.

►◄►►◄►◄◄►◄
CRÉDITO DE IMAGENS.
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.
Visualizar

A vida é uma jornada interessante, você nunca sabe onde ela te leva. Tropeços e valores. Reviravoltas. Você fica surpreso com sua vida. Às vezes, no caminho que você está seguindo, você pode pensar: "Este é o pior momento da minha vida".
Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, para você conseguir o que você quer ser, você se lembra que o que não te mata o torna mais forte. E agora as diversidades não importam. Na espera para atingir o topo
você faz qualquer coisa. Mais alto que você queira que a tua vida esteja, mais alto você tem que ir. Sim, é meu dilema ! O que você tem que fazer para chegar mais longe em sua vida, é começar a olhar para o que você tem e agradecer o que você conseguir. Faça isso ! A vida é uma jornada, não um aleatório destino.
Ontem egresso da Baixada Fluminense... Um ex-Marujo... Hoje, de bem como a vida - acordado e energizado - acima de tudo agradecido a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.

Visualizar

CURRENT MOON

Palavras de Nelson Madela

Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião.
Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.

►◄►►◄►◄◄►◄

Palavras de C. Chanel

"O mais corajoso dos atos é ainda pensar com a própria cabeça."

terça-feira, 19 de março de 2013

ONTEM 18 DE MARÇO...


Ontem, 18 de março, em atenção ao convite da Presidente do Instituto Brasileiro de Culturas Internacionais - InBrasCI -  proferi palestra abordando o tema 200 Anos do Nascimento do Barão de Mauá. Transcrevo parte da palestra:

“Sem o conhecimento de sua história, um povo órfão. Ignorando seus próprios valores. Sem senso crítico, torna-se presa fácil para invasões aculturantes de toda sorte. Senhoras e Senhores, só a história resgata o respeito próprio de um povo. Fora do conhecimento de sua própria história não há caminho para a autoestima.

... Irineu Evangelista de Souza – Barão de Mauá – foi um símbolo dos capitalistas empreendedores brasileiros do Século XIX. Responsável por grandes obras que fundou a companhia de gás, a qual permitiu a introdução da moderna iluminação pública na capital, aposentando os velhos lampiões a azeite de peixe. Foi um grande sucesso, sendo a novidade aclama pelo povo, o qual se perguntava sem cessar: Como pudemos viver tanto tempo sem esta melhoria?"
 
 

segunda-feira, 18 de março de 2013

ALERTA

13/03/2013 17:27:49

Países em desenvolvimento perdem US$ 8,4 trilhões por causa da corrupção


Eleutério Guevane, da Rádio ONU
A Alta comissária da ONU para os Direitos Humanos, Navi Pillay, afirmou que os países em desenvolvimento perdem todos os anos US$ 8,44 trilhões, o equivalente a R$ 16,8 trilhões, por causa da corrupção.
Segundo Pillay, esse valor é 10 vezes maior do que toda a ajuda externa recebida por essas nações. Os dados correspondem aos atos registrados entre 2000 e 2009.
A alta comissária disse ainda que o dinheiro desviado anualmente através da corrupção é suficiente para alimentar 80 vezes as pessoas que passam fome no mundo.
Fome
No pronunciamento, feito num Painel de Alto Nível sobre a Corrupção, a representante declarou ainda que cerca de 870 milhões de pessoas dormem diariamente com fome. A maioria é composta por crianças, cujos direitos à alimentação e à vida são negados devido a essa prática.
Pillay identificou o suborno e o roubo como fatores que provocam o aumento dos custos totais de projetos de fornecimento de água potável e saneamento em até 40% a nível global.
Educação
De acordo com a alta comissária, o dinheiro desviado dos cofres públicos poderia ser investido para atender às necessidades de desenvolvimento, tirar as pessoas da pobreza e proporcionar educação às crianças.
Navi Pillay disse que não há dúvidas de que a corrupção é um enorme obstáculo para se concretizar todos os direitos humanos, entre eles, o desenvolvimento humano e os direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais.
Ela enfatizou que a corrupção atinge primeiro e com maior força as pessoas mais pobres.
Cargos Públicos
Pillay afirmou que a corrupção viola os princípios fundamentais dos direitos humanos de transparência, da prestação de contas, da não discriminação e da participação significativa em todos os aspectos da vida comunitária.
O fenômeno é visto como um problema global e não restrito a países, regiões, sociedades ou tradições. Além de cargos públicos, Pillay apontou a presença da corrupção em áreas incluindo as empresas e até mesmo nos esportes.
Austeridade
Para períodos de austeridade, devido às crises econômica e financeira, Pillay apelou para a gestão transparente e responsável de fundos públicos. Ela também pediu que não haja expectativas de absorção das medidas de austeridade pelos pobres e marginalizados.
Pillay terminou o pronunciamento recomendando que seja dada uma resposta multifacetada à corrupção devido ao impacto sobre o desenvolvimento e os direitos humanos.
(Rádio ONU)