TÍTULO OUTORGADO EM 11/08/2010.
BLOG ATIVADO EM 28/11/2010.

O BRASÃO - Reg FBN 599.441

DESCRIÇÃO DO BRASÃO

**TOP BANNER: O Título Honorífico ► Barão de Burity ◄

**Encimando o ELM:

• ► O Pelicano ◄– indicando o amor e a caridade ao próximo.

**CHEST:

•► Um buritizeiro ◄ – em alusão à genealogia do nome.

•►Uma ampulheta ◄ – em alusão ao tempo que voa e a vida humana que se escoa, semelhante ao cair da areia.

•► Uma âncora ◄ – como emblema de uma esperança bem fundamentada e de uma vida bem empregada.

** BOTTON BANNER – a expressão latina Nulla dies sine linca ◄ – lema de Plínio – Representativa da vontade para que não se passe um dia sem escrever alguma coisa.

*AS CORES

Branca e vermelha

• ► Branca ◄ – em alusão ao triunfo dos eleitos e dos anjos.

• ► Vermelha ◄ em alusão ao zelo.

►◄►►◄►◄◄►◄

(Idealizado pelo condecorado)



Um brasão (brasão de armas ou cota de armas), na tradição européia, é um desenho especificamente criado - com a finalidade de identificar indivíduos, famílias, clãs, cidades, regiões ou nações.

►◄►►◄►◄◄►◄

A partir do século XIX, com a ascensão ao Poder da Burguesia e o declínio da Aristocracia, o Brasão foi perdendo a sua importância.

►◄►►◄►◄◄►◄
CRÉDITO DE IMAGENS.
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.
Visualizar

A vida é uma jornada interessante, você nunca sabe onde ela te leva. Tropeços e valores. Reviravoltas. Você fica surpreso com sua vida. Às vezes, no caminho que você está seguindo, você pode pensar: "Este é o pior momento da minha vida".
Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, para você conseguir o que você quer ser, você se lembra que o que não te mata o torna mais forte. E agora as diversidades não importam. Na espera para atingir o topo
você faz qualquer coisa. Mais alto que você queira que a tua vida esteja, mais alto você tem que ir. Sim, é meu dilema ! O que você tem que fazer para chegar mais longe em sua vida, é começar a olhar para o que você tem e agradecer o que você conseguir. Faça isso ! A vida é uma jornada, não um aleatório destino.
Ontem egresso da Baixada Fluminense... Um ex-Marujo... Hoje, de bem como a vida - acordado e energizado - acima de tudo agradecido a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.

Visualizar

CURRENT MOON

Palavras de Nelson Madela

Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião.
Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.

►◄►►◄►◄◄►◄

Palavras de C. Chanel

"O mais corajoso dos atos é ainda pensar com a própria cabeça."

terça-feira, 9 de outubro de 2012

DIVULGAÇÃO... DEMOCRACIA

Por: Alexander Man Fu
 
UMA LINDA FESTA DEMOCRÁTICA
 
Como todos os brasileiros, no último domingo, acordei bem cedo com o espírito renovado e pronto para exercer o meu direito como cidadão. O relógio indicava 10 horas e 33 minutos e os termômetros marcavam seus 30° Celsius.

            Ao pegar a via observei um intenso tráfego de pessoas e automóveis que pareciam estar “alucinados”... Tudo levava-me a crer que era para exercer a cidadania e fortalecer a Democracia. Aliás, Democracia é uma palavra de origem grega, cujo significado é governo do povo. Entretanto, no sistema moderno, o povo não governa – o que representaria uma democracia direta – os atos de governo são exercidos por membros escolhidos pelo povo, ditos “politicamente constituídos”.

            Na calçada deparei-me como várias situações: jovens, muitos idosos - estes sem a real necessidade de votar - cadeirantes, deficientes físicos... todos felizes, contando com a solidariedade do povo, dirigindo-se para as suas respectivas zonas eleitorais.

Que cena magnífica!

Mas, nem tudo é magnífico. Diante de tanta aglomeração, o chão era tomado pelos panfletos distribuídos por “cidadãos” que aceitavam distribuí-los em troca de algum “benefício”. - Longe de mim aqui julgar a atitude de alguém! A bem da verdade é que mais adiante presenciei pessoas correndo e aclamando por socorro. Naquele momento tinha ocorrido um atropelamento, cuja vitima era, justamente, àquela que a poucos minutos atrás aceitava distribuir santinhos e trocar o seu voto por “benefício”. Diante do olhar de todos os presentes ela agonizava e o povo tentava ao seu redor diminuir a intensidade dos raios solares. O mesmo que ofereceu-lhe o “trabalho” em troca de voto, aproximou e indagou-a se havia votado. Mesmo agonizando, ela disse-lhe que não. Logo após, ela suspirou pela ultima vez e entrou em estado de óbito sobre o solo que fervia. O homem, sem modéstia, recolheu o “beneficio” de seu bolso e seguiu ao “recrutamento” de um novo “trabalhador”.

Até aquele momento, eu não havia chegado à minha zona eleitoral. Decidi, mesmo anestesiado com todos os ocorridos, pegar o meu carro e com a mesma motivação cumprir o meu objetivo: exercer a minha cidadania.

Ao trafegar pela orla tive uma nova e grande surpresa: toda a sua extensão estava tomada por milhares de pessoas que buscavam bronzear seus corpos, bebiam e praticavam esportes... naquele momento, um nó tomava conta da minha mente.

Então, para reorganizá-la optei em estacionar o carro. Cheguei ao quiosque e, diante de tanto calor, saboreei uma doce e saudável água de coco que alimentou o meu corpo e acalmou o meu espírito; quando pude refletir sobre os fatos ocorridos, fazendo algumas indagações: - Àquelas pessoas “alucinadas” estavam querendo exercer que tipo de cidadania? - Acordar cedo, “atropelar” as pessoas para chegar à sua zona eleitoral ou ser rápida para demarcar a sua zona na imensa extensão de areia da praia? – Ter a oportunidade, diante das dificuldades do dia-a-dia, de abrir mão do seu voto em troca de uma “ajudinha” e melhorar o seu orçamento?

De qualquer maneira, existirão várias indagações, interpretações, questionamentos, justificativas... Devemos agradecer aos Atenienses (Gregos) pelo surgimento da Democracia nos ditos da antiguidade que reúne princípios e práticas que protegem a liberdade do ser humano contra a tirania. Nela encontramos algumas características: igualdade perante a lei sem distinção de sexo, raça ou credo; educação; direito ao livre exercício de qualquer trabalho ou profissão; ao laser; ao voto... aliás, no Brasil, é facultado para os analfabetos, os maiores de 70 anos, os que tenham entre 16 e 18 anos e obrigatório para os maiores de 18 anos.

Por derradeiro, precisamos fomentar a chamada “consciência política” em todos os cidadãos, não só no dia da eleição ou na época da campanha eleitoral, pois ela fundamenta o princípio básico do funcionamento da democracia moderna dando direito de participarem dos assuntos de interesse coletivo a partir do voto escolhendo o seu representante.

Graças a Deus e a Democracia consegui chegar a minha zona eleitoral e, motivado, exercer o direito como cidadão.

Todos nós tivemos a oportunidade de escolher a melhor opção no último domingo: votar, curtir a praia, abster-se...

Os votos já foram apurados, os resultados já são conhecidos e cada um de nós eleitor colhera os frutos dessa linda festa democrática durante os próximos quatro anos.

Viva a DEMOCRACIA!!!