TÍTULO OUTORGADO EM 11/08/2010.
BLOG ATIVADO EM 28/11/2010.

O BRASÃO - Reg FBN 599.441

DESCRIÇÃO DO BRASÃO

**TOP BANNER: O Título Honorífico ► Barão de Burity ◄

**Encimando o ELM:

• ► O Pelicano ◄– indicando o amor e a caridade ao próximo.

**CHEST:

•► Um buritizeiro ◄ – em alusão à genealogia do nome.

•►Uma ampulheta ◄ – em alusão ao tempo que voa e a vida humana que se escoa, semelhante ao cair da areia.

•► Uma âncora ◄ – como emblema de uma esperança bem fundamentada e de uma vida bem empregada.

** BOTTON BANNER – a expressão latina Nulla dies sine linca ◄ – lema de Plínio – Representativa da vontade para que não se passe um dia sem escrever alguma coisa.

*AS CORES

Branca e vermelha

• ► Branca ◄ – em alusão ao triunfo dos eleitos e dos anjos.

• ► Vermelha ◄ em alusão ao zelo.

►◄►►◄►◄◄►◄

(Idealizado pelo condecorado)



Um brasão (brasão de armas ou cota de armas), na tradição européia, é um desenho especificamente criado - com a finalidade de identificar indivíduos, famílias, clãs, cidades, regiões ou nações.

►◄►►◄►◄◄►◄

A partir do século XIX, com a ascensão ao Poder da Burguesia e o declínio da Aristocracia, o Brasão foi perdendo a sua importância.

►◄►►◄►◄◄►◄
CRÉDITO DE IMAGENS.
Algumas obtidas na internet e alteradas com programa de edição de imagem.
Visualizar

A vida é uma jornada interessante, você nunca sabe onde ela te leva. Tropeços e valores. Reviravoltas. Você fica surpreso com sua vida. Às vezes, no caminho que você está seguindo, você pode pensar: "Este é o pior momento da minha vida".
Mas quer saber ? No final do caminho, das diversidades mais difíceis, para você conseguir o que você quer ser, você se lembra que o que não te mata o torna mais forte. E agora as diversidades não importam. Na espera para atingir o topo
você faz qualquer coisa. Mais alto que você queira que a tua vida esteja, mais alto você tem que ir. Sim, é meu dilema ! O que você tem que fazer para chegar mais longe em sua vida, é começar a olhar para o que você tem e agradecer o que você conseguir. Faça isso ! A vida é uma jornada, não um aleatório destino.
Ontem egresso da Baixada Fluminense... Um ex-Marujo... Hoje, de bem como a vida - acordado e energizado - acima de tudo agradecido a Deus por tudo que tenho e sou. Não há como renegar as minhas origens. Quem renega as suas origens, nega a si mesmo.

Visualizar

CURRENT MOON

Palavras de Nelson Madela

Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião.
Para odiar, as pessoas precisam aprender e, se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar.

►◄►►◄►◄◄►◄

Palavras de C. Chanel

"O mais corajoso dos atos é ainda pensar com a própria cabeça."

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

NÃO POSSO...

É isto mesmo: - NÃO POSSO FURTAR-ME de transcrever algumas poesias de Ana Luiza Machado publicadas em http://analuizammachado.blogspot.com/

Ana Luiza Machado define as suas poesias como um pequeno refúgio que se despejam em singelas palavras.

E aqui aproveito para externar a estima que eu e Daise (minha esposa) temos pela Ana Luiza.
Ana Luiza uma pessoa dona de uma personalidade ativa e decidida, cheia de energia. Uma vida sem desafios, para ela não tem a menor graça. É uma líder nata que acaba arrastando os outros com o seu entusiasmo. Enfim VOCÊ É DEZ!

Obrigado por nos permitir compartilhar os sentimentos de amizade, consideração e respeito que não se perderam na marcha do tempo e/ou nos altos e baixos da vida.

('•.¸(`'•.¸ ¸.•'´)¸.•')
«`'•. Daise e Elvandro Burity .•'´»
(.•'´(¸.•'´Rio de Janeiro - RJ

Flor e Raiz

O que é o amor?
Só sei que sou flor
E apaixonada estou.
Em verdade amo a raiz
Mas que destino infeliz
Pois sem ela eu não vivo.
E se um dia nos encontrarmos
Será um caso encerrado
Pois o meu corpo já ressecado
A terra irá beijar.
E então, já tão enfraquecida
Rezarei à chuva que ela caia enfurecida
E me entregues ao meu amado
Só assim repousarei ao teu lado.


Peço

Oh Deus!
É tão ingênuo o meu amor
Desliza sempre em seu pudor
Amordaçando o seu calor
Oh Deus!
Seria tão bom se derreter
Convalescendo de prazer
As nossas trilhas percorrer
Oh Deus!
Como eu queria agora estar
Na nossa cama a delirar
Mas estou prestes a acordar
Oh Deus!
Por favor, não o deixe ir
Pois estou prestes a explodir
E o meu corpo a sucumbir
Oh meu Deus!
Pela ultima vez te peço
De volta ele eu quero
Ou então me desespero.

Tudo acabado

Que tolice a minha
Achar que um dia seriamos um
Um universo a nos rodear
Tantas coisas a se ressaltar
Esperanças que estavam por acabar

Bicho solto, cão e lobo
À procura de outras bocas
Amargura eu senti
E sofri só pra mim
Estranha a tudo enfim

Que tolice a minha!
De quente passei a ser fria
Achei que o peito agüentaria
Mas depois de algum tempo
Cada parte de mim morria

Foi-se beleza, viço e alegria
Sobrou apenas agonia
Solidão a dois
Cama vazia...
Separação depois.

Jogado às traças...

Eu estava lá, sozinho.
Um local frio, escuro, empoeirado
Entristecido pelo abandono
Destratado pelo descaso
Pessoas passavam por mim
E não me olhavam, sequer me tocavam
Apenas admiravam a grandeza da minha casa
Tenho tantas coisas lindas para dizer
Tenho tantas verdades para refletir
Sou tão misterioso e às vezes tão previsível
Sou emoção...
Meu interior é tão opulento...
Seria tão bom que eu pudesse falar...
Saudades dos toques das mãos
Saudades dos teus olhos em mim
Saudades de fazer teu coração palpitar
Saudades de te fazer sorrir e até mesmo chorar
Saudades de quando eu era novo...
Agora apenas um velho LIVRO sou.